Portugays

"HOMOSSEXUALISMO E CONSCIÊNCIA"

Sunday, February 13, 2005

Jornal Metro e o preconceito anti-gay

Lamentável a atitude do jornal Metro, oferecido às portas do metro lisboeta, que traz um artigo preconceituoso e ridículo, insinuando que existe uma relação afectiva entre a candidata socialista Marta Rebelo e o líder do PS, o engenheiro José Sócrates.

É uma notícia desrespeitosa, manipulada com o intuito de criar um embaraço para a vida de um homem determinado, que tem enfrentado com grande coragem os adversários que transformaram a sua conhecida homossexualidade em bandeira política.

É necessário compreender que Portugal vive um momento singular em que se discutem a legalização do aborto, a liberalização das drogas leves (como a cannabis) a exemplo da Holanda e da Suiça, e a união legal civil entre pessoas do mesmo sexo. E, dentro deste mesmo contexto, a chegada de um gay ao Palácio de São Bento não mais será visto como uma vergonha. Será antes um orgulho para todos nós.

E vamo-nos deixar de preconceitos de uma vez por todas: Fernando Pessoa, António Botto, Al Berto, António Variações, Ary dos Santos, José Carlos, o que eram eles? Heterossexuais, por acaso?

Monday, February 07, 2005

Juíza derruba proibição ao casamento gay em NY


Nova York - Uma juíza declarou que a lei proibindo o casamento entre pessoas do mesmo sexo no Estado de Nova York viola a constituição estadual, decisão que poderá permitir o casamento de homossexuais, se for mantida na apelação. A juíza da Suprema Corte estadual Doris Ling-Cohan decidiu a favor de cinco casais gays que tiveram suas licenças de casamento negadas no ano passado.

Mary Jo Kennedy and Jo-Ann Shain, que compõem um dos casais, se disseram entusiasmadas com a decisão. Elas estão juntas há 23 anos e têm uma filha de 15.

Agência Reuters



Essa notícia, do dia 05 de Fevereiro, é mais um alento para todos os gays de Portugal. É um exemplo para o companheiro José Sócrates, num momento tão singular de sua vida, quando as forças da direita o estão atacando justamente por sua orientação sexual. Há que se ter coragem e legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo em nosso país.

Friday, February 04, 2005

Estado social e casamento 'gay'



No plano interno, o discurso de George W. Bush foi dominado pela defesa do seu plano de reforma da segurança social, mas houve referências a outros assuntos polêmicos, nomeadamente uma emenda constitucional para "defender a instituição do casamento" e que define esta instituição como o exclusivo de um casal formado por um homem e uma mulher. O Presidente também mencionou a possibilidade de uma iniciativa sobre a utilização científica de células humanas, não sendo claro se poder ser revista a anterior proibição de utilização de células estaminais em investigação laboratorial.

Mas a mais controversa das questões internas é, sem dúvida, a da segurança social, que enfrenta a oposição unânime dos democratas no Congresso. Segundo Bush, o sistema está a caminhar para a "falência" e a Casa Branca defende a sua privatização parcial. Os trabalhadores com menos de 55 anos poderiam, a partir de 2009, desviar para contas individuais uma parte do dinheiro que as empresas descontam. Há outras opções em estudo, incluindo cortes nos benefí­cios ou o aumento da idade da reforma. Os democratas estiveram em silêncio durante grande parte deste segmento da intervenção presidencial.

Wednesday, February 02, 2005

Com subtileza e classe, o jornalista "sai do armário"



Em momento de singular importância para os gays da Península Ibérica, quando grandes mudanças acontecem nas nossas vidas, mais uma figura de destaque da vida portuguesa alia-se à nossa luta.



O conceituado colunista Eduardo Prado Coelho, na sua coluna dária no jornal Público, de 31 de Janeiro, comenta o mau gosto dos boatos que envolvem a homossexualidade do lí­der do Partido Socialista, o nosso companheiro José Sócrates, e critica os que transformaram tal facto em arma de campanha.



De forma suave, elegante e, principalmente, corajosa, Eduardo Prado Coelho, fala, com evidente conhecimento de causa, de dois endereços muito caros à nossa comunidade: o Bois de Boulogne, em Paris, e a Floresta da Tijuca, no Rio de Janeiro. Só quem já frequentou estes sí­tios, sabe de todo o simbolismo que acarretam para a vida dos homossexuais.



Felicitemos mais este companheiro de luta que, corajosamente, assume a sua sexualidade e "sai do armário"€.